Jorge Melícias

Nasceu em 1970. Poemas seus encontram-se traduzidos para espanhol, inglês, finlandês, servo-croata, letão e lituano, e publicados em várias antologias e revistas, nacionais e estrangeiras, como a Inimigo Rumor,a Confraria do Vento, a Zunái ou a Coyote, no Brasil, a Literatūra ir Menas ou a Naujoji Romuva, na Lituânia, a 26, Studies of Poetry and...

Nasceu em 1970. Poemas seus encontram-se traduzidos para espanhol, inglês, finlandês, servo-croata, letão e lituano, e publicados em várias antologias e revistas, nacionais e estrangeiras, como a Inimigo Rumor,a Confraria do Vento, a Zunái ou a Coyote, no Brasil, a Literatūra ir Menas ou a Naujoji Romuva, na Lituânia, a 26, Studies of Poetry and Poetics ou a 2nd Mind, nos EUA, e a Tuli & Savu, na Finlândia.

Está representado em algumas das mais importantes antologias nacionais e internacionais de poesia portuguesa contemporânea, como Poemas Portugueses Antologia da Poesia Portuguesa do Séc. XIII ao Séc. XXI (2010, Porto Editora), Photomaton Nueva Lírica Portuguesa (2012, edição com o apoio do Instituto Camões e da Direcção-Geral do Livro e das Bibliotecas, distribuída no Uruguai, na Argentina e em Espanha) e Aquí, en esta Babilonia (2018, Amargord Ediciones).

Uma recolha de três dos seus livros, sob o título Disruption, saiu nos EUA, pela editora Duration Press. Um livro de ensaios sobre a sua poesia, intitulado A Poesia do ExcessoRumo às Vísceras de Jorge Melícias, foi editado em 2011, no Brasil, pela TodaPalavra Editora.

A sua obra tem sido objecto de análise académica e de várias recensões críticas em periódicos portugueses, como no Jornal i, na revista Colóquio/Letras, no Jornal de Letras ou na revista Cultura XXI, e na revista Teia Literária, da Universidade Federal do Rio de Janeiro, no Brasil.

 

https://jorgemelicias.wixsite.com/jorgemelicias

Mais

Jorge Melícias Existe um produto.

Mostrando 1 - 1 de 1 item