Marquês de Pombal – Réu Confesso

Publicado . 2022-04-28 | Categorias . Artigos

Em 1882, Camilo Castelo Branco respondeu ao clima de celebração do centenário da morte do Marquês de Pombal com um ensaio biográfico que mostrou o homem cruel por trás do estadista visionário. Agora, 140 anos depois, Perfil do Marquês de Pombal tem nova edição, que adopta o título escolhido por Camilo para o último capítulo da obra. Fundamental para compreender uma figura controversa da história de Portugal, Marquês de Pombal – Réu Confesso chega à rede livreira nacional no próximo dia 3 de Maio, com o selo da recém-inaugurada colecção da Guerra e Paz Editores: «Biografias Guerra e Paz». 

 

Quem foi Sebastião José de Carvalho e Melo, conde de Oeiras e marquês de Pombal? Um grande homem ou um déspota cruel? Para Camilo Castelo Branco, um dos maiores escritores de sempre de língua portuguesa, não sobram dúvidas: foi um «homem feroz». No livro Perfil do Marquês de Pombal, o vulto da literatura portuguesa apresentou um retrato do marquês pintado a cores negríssimas. E fez questão de assinalar nessa biografia «o maior número de acessórios e contingências que o fizeram tão cruel». 

O grande romancista apresentava assim, em 1882, uma faceta menos divulgada, a de biógrafo e historiador, numa obra que pretendia isenta: «Este livro não pode agradar a ninguém.  Nem aos absolutistas, nem aos republicanos, nem aos temperados.» Porém, Camilo tece duras críticas às acções mais polémicas de Sebastião José de Carvalho e Melo. «Se ele podia ser melhor e fazer mais do que fez, diga-o a crítica; escusa, porém, de me observar que poderia ser pior, porque eu, quod absurdum, não creio.»

Sobre a obra, Manuel Simões, director da Casa de Camilo desde 1982 até à sua morte, em 1995, e fundador e director do Centro de Estudos Camilianos (1987-1995), escreveu: «Este rigoroso libelo acusatório foi uma voz discordante, porventura a que gritou mais alto, no concerto laudatório que celebrou entre nós o primeiro centenário da morte do grande Marquês.»

Uma biografia ricamente documentada, de grande valor literário e fundamental para compreender uma personalidade marcante do século XVIII, em Portugal, Perfil do Marquês de Pombal é agora recuperada numa nova edição da Guerra e Paz, que tomou a liberdade de lhe mudar o título. A justificação para tal ousadia está na contracapa: «Mais do que um perfil, é uma acusação e, por isso, tomámos a liberdade, nesta nova edição, de lhe dar um novo título, retirado do último capítulo da obra: Marquês de Pombal – Réu Confesso

A obra chega  à rede livreira nacional no próximo dia 3 de Maio, com o selo da colecção «Biografias Guerra e Paz», recentemente inaugurada com um encontro de dois grandes pensadores:  Nietzsche – O Combate com o Demónio, de Stefan Zweig. 

 

 

Marquês de Pombal – Réu Confesso 

Camilo Castelo Branco

Biografias Guerra e Paz

Não-Ficção / Biografia

248 páginas · 15x23 · 16 €

Nas livrarias a 3 de Maio

 .

.

.

.

.

.

.

Partilhe este conteúdo