vasco-luis-curado.jpg

Graça Morais

nasceu no Vieiro, Trás-os-Montes, em 1948. Concluiu o Curso Superior de Pintura na Escola Superior de Belas-Artes
do Porto e é membro da Academia Nacional de Belas-Artes. Foi agraciada com o grau de grande-oficial da Ordem do Infante D. Henrique. Desde 1974 até 2018, realiza e participa em mais de uma centena de exposições individuais e colectivas, dentro e fora do país, destacando-se a representação de Portugal na 17.ª Bienal de São Paulo (1983) e a exposição La Violence et la Grâce, na Fundação Calouste Gulbenkian em Paris (2017), onde também decorreu o colóquio internacional O Mito e a Metamorfose, que reuniu uma vintena de especialistas da obra da pintora.
Ilustrou e colaborou com José Saramago, Sophia de Mello Breyner Andresen, Agustina Bessa-Luís, Miguel Torga, Pedro Tamen, Nuno Júdice, entre outros escritores. Em 2008, foi inaugurado o Centro de Arte Contemporânea Graça Morais,
em Bragança.