-40%

Preço reduzido! MINHA MULHER, A SOLIDÃO Ver maior

MINHA MULHER, A SOLIDÃO

Novo produto

É um livro ambicioso, de grande dimensão, 24x24 cm, capa de cartão, 3,5 mm de espessura, títulos e nome do autor em estampagem serigráfico a preto e vermelho. O miolo com dois tipos de papel Munken, ambos de 150 gramas, mas com tonalidades diferentes, vai ser um livro a preto e branco rasgado a pantones vermelhos. O que os franceses chamam um “beau livre”.

Mais detalhes

55,00 €

33,00 €

Adicionar à Lista de desejos

Autor
Fernando Pessoa

Fernando Pessoa é internado no dia 29 de Novembro de 1935 no Hospital de São Luís dos Franceses, vítima de uma crise hepática, tratando-se aparentemente de uma cirrose hepática provocada pelo óbvio excesso de álcool ao longo da sua vida (a título de curiosidade acredita- se que era muito fiel à aguardente Águia Real). No dia 30 de Novembro morre aos 47 anos.

Continuar a Ler

É um livro ambicioso, de grande dimensão, 24x24 cm, capa de cartão, 3,5 mm de espessura, títulos e nome do autor em estampagem serigráfico a preto e vermelho. O miolo com dois tipos de papel Munken, ambos de 150 gramas, mas com tonalidades diferentes, vai ser um livro a preto e branco rasgado a pantones vermelhos. O que os franceses chamam um “beau livre”.

São grandes e extraordinários textos de Campos, Bernardo Soares, Barão de Teive, enfim, de Fernando Pessoa & Companhia. Mas temos outros convidados: uma pintura original da artista Ana Vidigal (mais uma colagem à mão) abre o livro num díptico, e há um texto-poema, de Eugénia de Vasconcellos, a dialogar hoje com a mulher de ontem de Pessoa.

Nº de Páginas192
Ano de Edição2015
ISBN978-989-702-161-9
Formato23x23
Autor(es)Fernando Pessoa

Clientes que compraram este livro também compraram: