-30%

Preço reduzido! TODOS OS DIAS Ver maior

TODOS OS DIAS

Novo produto

Autor(es): Jorge Reis-Sá

«Quando eu era criança — há tantos, tantos anos — todos dormíamos em col­chões de palha nesta casa. Depois cresci, depois morreu quem tinha de morrer, depois casei-me, depois a casa cresceu connosco e com os moços. E depois os colchões foram sendo substituídos por novos.

Mais detalhes

15,00 €

10,50 €

Adicionar à Lista de desejos

«Quando eu era criança — há tantos, tantos anos — todos dormíamos em col­chões de palha nesta casa. Depois cresci, depois morreu quem tinha de morrer, depois casei-me, depois a casa cresceu connosco e com os moços. E depois os colchões foram sendo substituídos por novos.

Cada cinco anos havia um colchão que se comprava, um colchão de palha que desaparecia. Até que só ficou uma cama como recordação dos tempos que foram. E foi a da mãe, claro. Porque ela era a mais antiga e sempre disse — Eu nunca hei-de dormir em colchões onde não posso sentir a palha tocar­-me no corpo. e não dormiu.

Não dormiu porque quando trocou de quarto senti-lhe eu que o sono já era outro. Já era um sono com a morte perto, sem a serenidade de quem dorme. Já era um sono distante. Por isso, quando entro na salinha e vejo a secretária, sei que entro onde mor­reu a minha mãe. Não se morre onde o corpo se entrega. Morre-se onde se entrega a alma, e a minha mãe morreu no dia em que mudou de quarto e deixou o col­chão de palha.»

Nº de Páginas 216
Ano de Edição 2015
ISBN 978-989-702-138-1
Formato 15x23
Autor(es) Jorge Reis-Sá

Sem avaliações neste momento.

Escrever uma avaliação

TODOS OS DIAS

TODOS OS DIAS

Autor(es): Jorge Reis-Sá

«Quando eu era criança — há tantos, tantos anos — todos dormíamos em col­chões de palha nesta casa. Depois cresci, depois morreu quem tinha de morrer, depois casei-me, depois a casa cresceu connosco e com os moços. E depois os colchões foram sendo substituídos por novos.

Clientes que compraram este livro também compraram: