-20%

Preço reduzido! Não Me Tapes o Caminho em Frente, Mesmo Que Não Vá Dar ao Futuro Ver maior

Não Me Tapes o Caminho em Frente, Mesmo Que Não Vá Dar ao Futuro

Novo produto

Texto: Fernando Tordo

«De uma forma programática e veemente, Fernando Tordo coloca o mostrengo ao largo para poder navegar na escrita e partilhar connosco o que sente, o que ama e o que abomina, seja do ponto de vista conceptual, seja no plano estético.»

José Jorge Letria, no Prefácio

Mais detalhes

11,32 €

9,06 €

Adicionar à Lista de desejos

«De uma forma programática e veemente, Fernando Tordo coloca o mostrengo ao largo para poder navegar na escrita e partilhar connosco o que sente, o que ama e o que abomina, seja do ponto de vista conceptual, seja no plano estético. Talvez por ter vivido, há poucos meses, o temor da morte durante uma duríssima experiência pandémica, Fernando Tordo sabe que o mostrengo que por vezes nos sai ao caminho tudo ameaça e põe em causa. Liberto desse espectro, ele pode falar de tudo, desde as batatas fritas da Graça, até à costa ocidental da Índia, sobrevoada num tempo em que era preciso ir cantar no Oriente a que os portugueses chegaram, apesar de todos os mostrengos: os do escorbuto, da saudade e dos naufrágios. São assim os poetas, os viajantes e os outros, sem tempo certo, sem lugar fixo e sem medo. Também há lugar para «A bala perdida», que, certeira e traiçoeira, é bem capaz de se alojar no coração, como lembra o poeta.»

 

José Jorge Letria, no Prefácio «Fernando Tordo – A Poesia Contra o Mostrengo da Nossa Vida Inquieta»que fez para o livro Não me tapes o caminho em frente, mesmo que não vá dar ao futuro

Nº de Páginas 104
Ano de Edição Outubro 2021
ISBN 978-989-702-686-7
Formato 15x23
Capa Brochado

Sem avaliações neste momento.

Escrever uma avaliação

Não Me Tapes o Caminho em Frente, Mesmo Que Não Vá Dar ao Futuro

Não Me Tapes o Caminho em Frente, Mesmo Que Não Vá Dar ao Futuro

Texto: Fernando Tordo

«De uma forma programática e veemente, Fernando Tordo coloca o mostrengo ao largo para poder navegar na escrita e partilhar connosco o que sente, o que ama e o que abomina, seja do ponto de vista conceptual, seja no plano estético.»

José Jorge Letria, no Prefácio

Clientes que compraram este livro também compraram: