-20%

Na Farmácia do Evaristo

Autor(es): Fernando Pessoa

Se entramos na Farmácia com certezas, saímos dela com dúvidas e perplexidades. Na Farmácia do Evaristo, admirável conto de filosofia política de Fernando Pessoa, é um texto perturbador e incomodativo: está vivo. E quem o lê percebe porquê: é que às vezes dói.

9,60 

Adicionar aos Favoritos
Adicionar aos Favoritos
Partilhar:
Mais sobre a obra:

Que Farmácia do Evaristo teria Fernando Pessoa escrito sobre o 25 de Abril, com a sua trémula mão dos 85 anos, se ainda estivesse vivo nesse «dia inicial inteiro e limpo» de 1974? Uma coisa é certa, escreveria. São inúmeros os textos de Fernando Pessoa sobre os acontecimentos políticos a que assistiu.

Na farmácia do Evaristo, encontram-se cidadãos mais ou menos comuns, que, em diálogo, reagem, comentam e dissecam a tentativa de golpe de Estado de 18 de Abril de 1925. Para além de Evaristo, entram na conversa Mendes, um republicano democrático, o Justino dos coiros, o Canha das barbas, o coronel Bastos e José Gomes, mais conhecido por Gomes Pipa, que passa a dissecar o sistema eleitoral, a organização dos partidos e a condução destes por directórios minoritários.

Se entramos na Farmácia com certezas, saímos dela com dúvidas e perplexidades. Na Farmácia do Evaristo, admirável conto de filosofia política de Fernando Pessoa, é um texto perturbador e incomodativo: está vivo. E quem o lê percebe porquê: é que às vezes dói.

Ficha Técnica:
Categoria(s): Clássicos, Ficção, Literatura de Língua Portuguesa
Colecção: Livros Brancos
Nº de Páginas: 72
Ano de Edição: Junho 2020
ISBN: 978-989-702-558-7
Formato: 15x20
Capa: Brochado
Outras sugestões:

Seleccione um ponto de entrega