-10%
Pré-Venda

Os Filhos de Nihil

Vencedor do Prémio Nacional de Literatura Lions de Portugal 2024

Pedro M. Fernandes oferece aos leitores, em Os Filhos de Nihil, um romance que, do rio Amarelo a Florença, das ilhas às estepes verdes, atravessa diversos locais e momentos da História da Humanidade. Cada capítulo é escrito num estilo literário diferente e dá a conhecer personagens peculiares cujas vidas e acções estão intrinsecamente ligadas a uma ideologia: o niilismo.
A história dos humanos é uma história de ideias, que brotam de mentes para se perderem nas brechas do tempo. Ou talvez não, porque há ideias que resistem, as mais belas, recusando-se a desaparecer.

14,40 

Adicionar aos Favoritos
Adicionar aos Favoritos
Partilhar:
Mais sobre a obra:

Vencedor do Prémio Nacional de Literatura Lions de Portugal 2024

«Um dia, João talhou a pedra mais afiada que algum homem até então talhara.» É quase assim que começa este romance, Os Filhos de Nihil, com o nascer da ideia que surge a João, um Neandertal, quando cria a pedra mais afiada até então talhada. Esta ideia consome-o, espalhando-se pela tribo ao longo das gerações e levando eventualmente à extinção do seu povo.
Pedro M. Fernandes oferece aos leitores, em Os Filhos de Nihil, um romance que, do rio Amarelo a Florença, das ilhas às estepes verdes, atravessa diversos locais e momentos da História da Humanidade. Cada capítulo é escrito num estilo literário diferente e dá a conhecer personagens peculiares cujas vidas e acções estão intrinsecamente ligadas a uma ideologia: o niilismo.
A história dos humanos é uma história de ideias, que brotam de mentes para se perderem nas brechas do tempo. Ou talvez não, porque há ideias que resistem, as mais belas, recusando-se a desaparecer. Perdida no silêncio, por vezes, durante milhares de anos, a ideia volta a brotar, cresce na mente de um caçador nas margens do rio Amarelo e no povo que habita as margens do rio Supe. Habita a mente de um anão Olmeca e transforma o povo lacedemónio.
Emerge assim uma entidade sobre a qual as palavras não têm domínio. Um mito que nasce da ideia como uma flor nasce da terra: Nihil.

Ficha Técnica:
Categoria(s): Ficção, Romance
Nº de Páginas: 288
Ano de Edição: Junho 2024
ISBN: 978-989-576-076-3
Formato: 15x23
Capa: Brochado
Outras sugestões:

Seleccione um ponto de entrega