Livros Brancos

Publicado . 2021-06-22 | Categorias . Artigos

Livros Brancos: esta é a colecção mais sóbria, mais singela e mais despojada da Guerra e Paz editores. É novíssima e, com quatro títulos publicados, é a casa de pequenos textos que são tesouros do património e do imaginário humanos. Do texto filosófico a contos, poemas ou relatos históricos, os Livros Brancos oferecem aos leitores textos perenes cuja vitalidade e actualidade é realçada por um texto de apresentação que os precede.

Agora, a Guerra e Paz quer que leve consigo estes primeiros quatro livros. Um ensaio filosófico fundador, Apologia de Sócrates, de Platão, um conto político, Na Farmácia do Evaristo, de Fernando Pessoa, um poema bíblico, Cântico dos Cânticos, um testemunho histórico, Carta do Achamento do Brasil, de Pero Vaz de Caminha, constituem já uma constelação encantadora, cuja leitura nos emociona e nos faz pensar.

Leve já estes quatro títulos e receba, como oferta, um livro que junta Fernando Pessoa e Oscar Wilde, num diálogo surpreendente.

Não é só pelo preço – as recentes e fresquíssimas edições de Cânticos dos Cânticos e Carta do Achamento do Brasil são-nos apresentados, o Cântico por um maravilhoso texto praticamente inédito de Agustina Bessa-Luís, com o belo título Um tijolo quente na cama, e a Carta pela prosa descomplexada, bem humorada e vibrante de Onésimo Teotónio Almeida que leva o título A carta do deslumbramento com o Brasil.

Quatro livros e uma torrente de literatura, de história e de maravilhoso!

Partilhe este conteúdo