Singularidades de uma Rapariga Loura, de Eça de Queiroz - Guerra e Paz Editores, S.A.

Singularidades de uma Rapariga Loura, de Eça de Queiroz

Publicado . 2022-08-10 | Categorias . Artigos

.

.

.

.

Uma dupla comemoração, Singularidades de uma Rapariga Loura junta a ficção homónima que marca o arranque da carreira literária de Eça de Queiroz, em 1873, a Seis Cartas de Fradique Mendes, obra que o génio da literatura portuguesa dedicou a uma outra loura já muito perto do fim. Além deste encontro de «dois Eças» com duas louras, comemora-se o facto desta edição «inventada» pela Guerra e Paz revisitar aquela que, em 2006, inaugurou a actividade da editora. Uma edição Clássicos Guerra e Paz enriquecida por um belíssimo posfácio de Maria Filomena Mónica, Singularidades de uma Rapariga Loura estará disponível na rede livreira nacional, nas principais plataformas de ebooks e no site da editora, a partir do próximo dia 23 de Agosto.

 

Uma é «fresca, loura como uma vinheta inglesa»; da outra, recordam-se aqueles «cabelos fabulosamente louros como o sol de Londres em Dezembro». Assim são as duas louras que Eça criou em momentos muito diferentes da sua vida e que protagonizam duas obras igualmente díspares.
 
Se nas Singularidades de uma Rapariga Loura, nos é apresentado um jovem Eça que, no seu primeiro conto, narra a história de amor de um jovem honesto e trabalhador por Luísa, uma rapariga loura e singular, em Seis Cartas de Fradique Mendes, recordamos um Eça em final de vida que nos vai contando, a cada carta, a paixão de Fradique por Clara. Se Singularidades representa, muito provavelmente, o primeiro texto realista português, as Cartas de Fradique assumem um perfil mais idealista, inserindo-se entre o romance e a correspondência epistolar.
 
Sobre o idealismo e o realismo, Eça deixou escrito: «Toda a diferença […] está nisto. O primeiro falsifica, o segundo verifica». Certo é que ambas as obras são fruto do mesmo objecto: a história de amor entre um homem e uma mulher loura. Talvez por isso casem tão bem na edição da Guerra e Paz, que junta estas duas facetas de um dos maiores autores de língua portuguesa.
 
Além dos textos integrais, Singularidades de uma Rapariga Loura inclui uma nota introdutória, uma cronologia da vida de Eça e um belíssimo posfácio de Maria Filomena Mónica que sublinha o carácter excepcional do conto inaugural do escritor: «O estilo cru do texto chocou os contemporâneos. Tudo – a prosa enxuta, a atenção ao pormenor, os diálogos incisivos – indicava estar-se diante de qualquer coisa de novo.»
 
 
Uma edição
 Clássicos Guerra e Paz que celebra os 16 anos de actividade da Guerra e Paz, Singularidades de uma Rapariga Loura estará disponível, a partir do próximo dia 23 de Agosto, na rede livreira nacional, nas principais plataformas de ebooks e no site da editora.

 

 
 

Clássicos Guerra e Paz
Singularidades de uma Rapariga Loura
Eça de Queiroz
Ficção / Romance Português
84 páginas · 15x23 · 12,50 €
Nas livrarias a 23 de Agosto

.

.

.

.

.

.

.

.

Partilhe este conteúdo